Homem dormindo | Banner | Pronto Passou

A temperatura do quarto influencia na qualidade do sono?

Ter uma boa noite de sono é uma das maiores necessidades do corpo humano. É quando o organismo, após um dia repleto de atividades físicas e mentais, precisa relaxar para começar um novo ciclo cheio de energia. [1] No entanto, problemas na qualidade do sono podem afetar a rotina e prejudicar a saúde: isso porque o índice de acidentes e mortes em razão da sonolência ou do cansaço chegam a 41%. [2]

Um dos fatores que compromete a qualidade do sono é a temperatura do quarto. Em vista disso, o médico do sono e otorrinolaringologista Danilo Sguillar explica o impacto do ambiente e dá dicas de como dormir bem. Confira!

Como a temperatura do quarto influencia na qualidade do sono?

Elementos como a luminosidade, o calor do dia, a escuridão e diminuição da temperatura à noite condicionam o ritmo do corpo e do sono, nos tornando mais despertos durante o dia e preparando o corpo para dormir durante a noite. [3]

Metabolicamente, o ser humano precisa que a temperatura do corpo gire em torno de 37 graus, justamente para conservar as funções metabólicas do organismo. Quando a temperatura do ambiente esquenta, a primeira defesa é diminuir a pressão sanguínea, o que é chamado de vasodilatação cutânea. Logo, o corpo começa a suar, aumentando o fluxo sanguíneo para facilitar a transferência do calor central para a pele e, assim, fragilizando o sono. [4]

No entanto, segundo o especialista, a forma como a temperatura do quarto interfere no sono depende do processo fisiológico de cada faixa etária. “As crianças possuem tecido adiposo marrom, que se relaciona com maior gasto energético e, portanto, maior geração de calor. Além do mais, a criança e o adolescente estão em constante movimento, com muitas atividades esportivas durante o dia. Então, é comum sentir mais calor à noite”, descreve o médico, o que pode prejudicar o sono.

O frio pode atrapalhar a qualidade do sono?

Tratando-se do frio, as mulheres são as que mais sofrem quando o aparelho de ar-condicionado está ligado. “Geralmente, as mulheres sentem mais frio que os homens porque a massa muscular da mulher normalmente é menor, o que reflete em menor gasto energético, maior vasoconstrição e extremidades mais frias”, explica Dr. Sguillar. O médico confirma ainda não existir uma temperatura padrão para o uso do aparelho durante a noite: “A temperatura deve ser confortável e varia de pessoa para pessoa".

De acordo com o profissional, os mais velhos precisam tomar cuidado na hora de dormir: “O idoso possui menos massa muscular e menos tecido adiposo marrom e a pele fica mais fina. Por isso, há maior propensão a sentir frio à noite”.

Saiba como ter uma boa noite de sono

Para dormir tranquilamente, é indicado eliminar alguns tipos de hábitos, como o consumo de álcool. Segundo estudos, nas primeiras três horas após a ingestão, o estado inicial do sono diminui e, com o passar da noite, começam a surgir irritação gástrica, pesadelos e dor de cabeça. [5]

Para Dr. Sguillar, quatro outros fatores são imprescindíveis para a qualidade do sono. “O quarto deve ser arejado, limpo e pouco iluminado. Deve-se desligar celulares, tablets e computadores pelo menos uma hora antes de se deitar. A alimentação deve ser mais leve, baseada em verduras e proteínas, e práticas como ler e meditar são ótimas, pois ajudam a desacelerar e proporcionar um sono adequado”, indica o especialista.

Médico entrevistado:

Doutor Danilo Anunciatto Sguillar, otorrinolaringologista e médico do sono, diretor da Associação Brasileira de Medicina do Sono (ABMS). CRM: 130313.

TAGS : Sono, Bem-EstarNovalgina

Referências:

[1] Zanquetta PS. Sono e qualidade de vida. Os desafios da escola pública paranaense na perspectiva do professor PDE. Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR. 2013. II. - Consultado em 24/02/2021
[2] Muller MR, Guimarães SS. Impacto dos transtornos do sono sobre o funcionamento diário e a qualidade de vida. Estudos de Psicologia. 2007; 24(4) : 519-528 - Consultado em 24/02/2021
[3] Fernandes RMF. O Sono Normal. Distúrbios reparatórios do sono: capítulo 1. 2006. 39 (2): 157-168. - Consultado em 24/02/2021
[4] Braz JRC. Fisiologia da termorregulação normal. Revista Neurociências. Jul/Set 2005; 13 (03): 12-17. - Consultado em 24/02/2021
[5] Araújo MFM, Freitas RWJF, Lima ACS, Pereira DCR, Zanetti MC, Damasceno MMC. Indicadores de saúde associados com a má qualidade do sono de universitários. Revista da Escola de Enfermagem da USP. 2014; 48(6):1085-1092. - Consultado em 24/02/2021

MAT-BR-2101236

Matérias relacionadas

  • A febre pode prejudicar o sono?
    febre
    2021-04-06DD.MM.YY
    A febre pode prejudicar o sono?
  • Homem tentando dormir | Miniatura | Pronto Passou
    sono
    2021-03-16DD.MM.YY
    Apneia do sono: saiba mais sobre essa condição que pode prejudicar o seu sono!
  • Mulher sentindo sono e bocejando | Miniatura | Pronto Passou
    antitérmico
    2021-03-09DD.MM.YY
    Dipirona dá sono? Dipirona abaixa a pressão? Derrubamos alguns mitos sobre esse princípio ativo!