Dor de cabeça e tensão muscular: Conheça os principais sintomas de estresse no trabalho

Um dia estressante no trabalho é cansativo para qualquer um, mas, em alguns casos, o cansaço pode se tornar algo ainda mais incômodo. A dor tensional, tanto muscular como de cabeça, é mais comum do que se imagina e pode ser uma consequência do estresse, que pode causar diversos outros sintomas no corpo e na mente [1]. Para entender a relação entre a dor e o estresse laboral, conversamos com o cardiologista e clínico geral Gabriel Dotta.

 

Náuseas e fadiga fazem parte dos sintomas de estresse no trabalho

 

De acordo com o médico, a dor tensional não é o único sintoma do estresse no trabalho, podendo combinar “dores de cabeça e no corpo, fadiga, insônia, náuseas ou tonturas”. Geralmente, pessoas que trabalham sob pressão, ou durante tempo prolongado, têm maior propensão a desenvolver esse tipo de problema - que pode evoluir para doenças psiquiátricas [3] como ansiedade e depressão, com graves impactos na performance do trabalho e na vida familiar. [1]

 

Por que o estresse causa dor?

 

Apesar de o estresse estar muito ligado ao lado emocional e psicológico, ele também pode se manifestar com sintomas físicos. Mas como as duas coisas estão ligadas? Segundo Dr. Dotta, isso tem a ver com um desnível de descargas de energia. “O estresse consiste em uma descarga adrenérgica que é benéfica por curtos períodos de tempo para que possamos superar algumas dificuldades, porém é maléfica se mantida por longos períodos, por exemplo, meses ou anos”, explica. Estudos comprovam que a partir desta descarga, ocorrida no cérebro, sentimentos como ansiedade ou irritação ativam o hipocampo da dor, no córtex cerebral. [2]

 

Como saber se as dores que tenho são fruto do estresse?

 

A dor causada pelo estresse é, em geral, frequente e muitas vezes crônica. [3] Se esse é o seu caso, é recomendado procurar um médico para avaliar o seu quadro e identificar o problema. “Essa identificação é feita após avaliação médica clínica e, caso se faça necessário, são solicitados exames complementares. Após descartada uma causa orgânica, pode-se pensar em alguns transtornos psicossomáticos”, diz o médico.

 

Saber lidar com o estresse e dar pausas no trabalho é essencial

 

O estresse no trabalho pode ser mitigado por uma série de ações, como se alimentar bem e praticar exercícios físicos com regularidade [1]. Além disso, é importante que você conheça os seus limites e tente lidar com a tensão de forma que traga maiores benefícios para sua saúde, tanto física, quanto mental.

 

Dr. Gabriel Dotta - CRM SP - 172.476.

Gabriel Dotta é médico pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Possui residência médica em Cardiologia e Mestrado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). TÍtulo de especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) e Associação Médica Brasileira (AMB). Especialista em Cardiopatia e Gravidez pela Unifesp. Ecocardiografista pelo InCor - HCFMUSP.

Código ZINC: SABR.CDOC.20.01.0065b