O que e bom para enxaqueca

O que é bom para enxaqueca? De remédio a repouso, confira dicas para aliviar o transtorno

Cerca de 16% da população brasileira passa por crises intensas de enxaqueca, sendo em sua maioria mulheres na faixa entre os 30 e 50 anos. [1] Este tipo de cefaleia desestabiliza o paciente por um período que varia entre 4 e 72 horas, provocando dores intensas, latejantes e unilaterais. [1][2] Para te ajudar a lidar melhor com esse problema, separamos algumas dicas sobre o que é bom para enxaqueca. Confira!

Medicamentos ajudam a aliviar os sintomas da enxaqueca

Isolados ou em conjunto, os medicamentos surgem como forma de aliviar os sintomas da enxaqueca. Os analgésicos e os anti-inflamatórios não esteroides são medicações que amenizam o sofrimento. Podem ser citados como exemplos o ácido acetilsalicílico, o ibuprofeno, o naproxeno sódico, além de remédios associados à cafeína, cuja função é aumentar a velocidade do efeito. [3]

Como náuseas e vômitos estão entre os possíveis sintomas da enxaqueca, os anticonvulsivantes também podem ser usados. Eles são opções com eficácia preventiva e são capazes de reduzir em até 50% o número de crises ou de dias com enxaqueca em aproximadamente metade dos pacientes. Mas vale a ressalva de que o uso é limitado por conta das reações adversas e que qualquer medicamento deve ser utilizado com prescrição médica. [3] 

Botox serve como um remédio para enxaqueca? Entenda

Em muitos casos, o uso da toxina botulínica, ou botox, como um remédio para enxaqueca é uma alternativa para pacientes que não tiveram o resultado esperado com outras opções terapêuticas. [4] Na maioria dos casos, a aplicação de botox foi capaz de promover uma melhoria na qualidade de vida dos indivíduos afetados pelos sintomas da enxaqueca. [2]

Em sua composição química, a toxina botulínica inibe a liberação de um neurotransmissor produzido no sistema nervoso através da clivagem de proteínas. Isso significa dizer que, como a enxaqueca surge por estímulos nervosos e dilata os vasos sanguíneos, a injeção paralisa essas contrações do músculo para reduzir a dor. [4]

É possível atenuar as dores sem medicamentos?

Em 25% dos casos, o uso de um remédio para enxaqueca não é necessário, desde que os fatores que levam ao problema sejam identificados e removidos. Além disso, a sensibilidade à luz pode diminuir com o repouso em um quarto escuro e silencioso, assim como a acupuntura e a laserterapia servem para amenizar a frequência das crises mensais com apenas três intervenções. [3] 

E por que não cortar a ingestão de algumas guloseimas? Deixar de ingerir alimentos desencadeantes faz toda a diferença. Elimine ou reduza o consumo de vinho tinto e de outras bebidas alcoólicas, além de chocolate, queijo, embutidos e alimentos ricos em glutamato de sódio e nitritos. [3]

Vale lembrar também dos exercícios físicos. A prática diária de esportes combate a agressividade provocada pela enxaqueca, além de dar tranquilidade, relaxamento e melhorar o humor, fatores fundamentais para uma maior qualidade de vida. [2]

Embora essas dicas ajudem a minimizar os casos de enxaqueca, é essencial receber o diagnóstico completo feito por um especialista. Em sua avaliação, ele irá recomendar o tratamento correto para aliviar a intensidade da dor.

TAGS : Dor de Cabeca, Dor e sintomas

Referências:

[1] Speciali JG, Kowacs F, Jurno ME, Bruscky IS, de Carvalho JJF, Fantini FGMM, et al. Protocolo nacional para diagnóstico e manejo das cefaleias nas unidades de urgência do Brasil - 2018. Academia Brasileira de Neurologia – Departamento Científico de Cefaleia Sociedade Brasileira de Cefaleia. Consultado em: 22/02/2021
[2] Stefane T, Napoleão AA, Sousa FAEF, Hortense P. Influência de tratamentos para enxaqueca na qualidade de vida: revisão integrativa de literatura. Revista Brasileira de Enfermagem. Mar/abr 2012; 65(2): 353-360. Consultado em: 22/02/2021
[3] Wannmacher L, Ferreira MBC. Enxaqueca: mal antigo com roupagem nova. Ministério da Saúde. 2004; 1(8):1-6. Consultado em: 22/02/2021
[4] Menezes C, Rodrigues B, Magalhães E, Melo A. Botulinum toxin type A in refractory chronic migraine: An open-label trial. Arquivos de Neuro-Psiquiatria. 2007; 65(3-A): 596-598. Consultado em: 22/02/2021

MAT-BR-2101292

Matérias relacionadas

  • Homem tomando chuva | Miniatura | Pronto Passou
    gripe e resfriado
    2021-04-22DD.MM.YY
    Ficar com as roupas úmidas após uma chuva pode favorecer um resfriado?
  • Mulher sentindo fortes dores na cabeça | Miniatura | Pronto Passou
    dor de cabeça
    2021-04-14DD.MM.YY
    Enxaqueca crônica: saiba mais sobre essa manifestação da doença
  • Homem com dor nos pulsos | Miniatura | Pronto Passou
    dor e sintomas
    2021-04-14DD.MM.YY
    Dor no pulso pode ser causada por uso constante do computador?