Mulher conferindo temperatura da criança | Banner | Pronto Passou

Febre e suor: qual é a relação entre as duas coisas?

Você já teve febre e se sentiu fisicamente melhor depois de deixar o lençol molhado de tanto suar? A febre é frequentemente lembrada por causar uma sensação de frio e, posteriormente, provocar suor e sensação de calor. De fato, a transpiração é um dos mecanismos utilizados pelo corpo humano para regular sua temperatura. [1] Continue lendo para entender melhor a relação entre febre e suor.

Qual é a temperatura de febre? Quais são seus sintomas?

A febre é sinal de que algo não vai bem. Ela se caracteriza pelo aumento da temperatura corporal que, em condições normais, fica em torno de 36,5°C, podendo variar ao longo do dia. Quando o termômetro marca acima de 37,5°C, podemos dizer que estamos com febre. [1] Além da sensação de frio, outros sintomas de febre são palidez, calafrios, mal-estar e aumento da frequência cardíaca. [2]

A febre também é uma resposta natural do sistema imunológico para combater inflamações, infecções e traumas. [2] Quando a temperatura do corpo aumenta, microrganismos invasores, como vírus e bactérias, têm dificuldade para continuar se multiplicando e morrem. Depois de combater esses microrganismos, o corpo precisa voltar para sua temperatura normal e, para isso, o suor é a forma mais eficaz. [2]

Febre e suor: entenda como a temperatura do corpo é regulada

A transpiração ocorre pela ação do hipotálamo, região do cérebro responsável por manter a homeostase, ou seja, a regulação da temperatura corporal e o equilíbrio do organismo. Na chamada fase úmida da febre, a transpiração é um mecanismo ativado para reduzir a temperatura do corpo por meio da evaporação. Devido ao suor, a pele fica úmida e pastosa, próxima à temperatura habitual. [2]

Tanto a febre quanto a transpiração são processos necessários para o organismo em caso de inflamações ou infecções. Mas, também trazem consequências negativas. O suor causa desconforto e, devido à perda de água, pode provocar sede, cansaço e desidratação, caso o corpo não seja suficientemente hidratado no processo. [2]

O que fazer quando estou com febre?

O médico deve orientar a melhor conduta a adotar na hora da febre. No entanto, como esse é um processo natural do organismo, o mais correto é deixá-lo agir por conta própria! Quando a febre ultrapassa 39ºC, os antitérmicos podem ser recomendados por um médico para ajudar a regular a temperatura e, assim, amenizar o desconforto causado pelos sintomas de febre. [3]

TAGS : Febre, Dor e Sintomas, AntitérmicoNovalgina, Febre Alta, Febre em bebes e crianças

Referências:

[1] Ogoina D. Fever, fever patterns and diseases called ‘fever’ – A review. Journal of Infection and Public Health. 2011; 4(3): 108-124. - Consultado em 17/02/2021
[2] Laganá MTC, Faro ACM, Araujo TE. A problemática da temperatura corporal enquanto um procedimento de enfermagem: conceito e mecanismos reguladores. Rev. Esc. Enf. USP. Ago 1992; 26(2):173-186. - Consultado em 17/02/2021
[3] Wannmacher L, Ferreira MBC. Febre: mitos que determinam condutas. Uso racional de medicamentos: temas selecionados [Internet]. 2004; 9(1). Publicação online: Ago 2004. - Consultado em 18/02/2021

MAT-BR-2101236

Matérias relacionadas

  • Mulher verificando a temperatura do seu filho com termômetro | Miniatura | Pronto Passou
    febre
    2021-04-22DD.MM.YY
    Por que a febre alta pode ser perigosa? O risco é maior em bebês e crianças?
  • Mulher verificando temperatura de um bebê | Miniatura | Pronto Passou
    febre
    2021-04-22DD.MM.YY
    Quais são as principais causas de febre em bebê?
  • Mulher conferindo temperatura da sua filha | Miniatura | Pronto Passou
    antitérmico
    2021-04-22DD.MM.YY
    Febre alta: em quanto tempo um antitérmico começa a baixar a temperatura?