Criança tomando banho gelado | Sanofi

Por que um banho frio para baixar a febre pode ser desconfortável?

Você já deve ter ouvido de sua mãe, pai, avô ou avó um “toma um banho para abaixar essa febre”? Se sim, com certeza você não está sozinho. Dentre os métodos físicos para baixar a temperatura corporal, um dos mais conhecidos e tradicionais é o banho. Culturalmente, o banho frio é associado à melhoria do estado de febre, mas na verdade, essa temperatura não é ideal. Será que tomar banho com a água em temperatura baixa pode oferecer riscos à saúde? [1] Entenda melhor esse assunto.

Banho frio causa maior desconforto

A febre é um mecanismo de defesa do próprio corpo e embora algumas vezes seja encarada de forma tranquila, em muitos momentos é bastante desconfortável, causando mal-estar, calafrios, moleza e até dores no corpo. Agora se imagine morrendo de frio e sendo imerso em água fria? Exatamente: o desconforto que a febre já causa fica ainda maior. [2] Só por isso, o banho frio não é nada recomendável, visto que o principal objetivo de controlar a febre de imediato é reduzir o mal-estar.

A água fria pode contribuir para aumentar a temperatura do corpo

Além do desconforto desnecessário que um banho frio pode ocasionar em um momento febril, o choque térmico pode ser contraproducente, já que causa vasoconstrição e tremores, justamente duas reações que servem para gerar e conservar calor dentro do corpo [2]. Isso quer dizer que, por mais que a água esteja esfriando a superfície da pele, as reações internas do corpo vão no sentido oposto, combatendo o súbito resfriamento com maior geração de calor.

Banho na hora da febre substitui o remédio?

O uso de métodos físicos para a redução da febre não é indicado, o que inclui os banhos de água fria ou morna. [3] Embora a temperatura da água possa agir rapidamente sobre a febre, seu efeito tem duração curta, além de aumentar o desconforto do paciente e causar calafrios e irritabilidade. [1] O banho, portanto, não serve como substituto dos medicamentos antitérmicos.

TAGS : Febre

Referências:

[1]: Sociedade de Pediatria de São Paulo. Recomendações - Atualização de Condutas em Pediatria. 2019. V 87. - Consultado em 19/10/2020
[2]: Axelrod P. External Cooling in the Management of Fever. Clinical Infectious Diseases. 2000; 31(Supl.5): 24-29 - Consultado em 21/05/2020
[3] Meremikwu MM, Oyo-Ita A. Physical methods versus drug placebo or no treatment for managing fever in children. Cochrane Database of Systematic Reviews 2003, Issue 2. Art. No.: CD004264. - Consultado em 30/09/2020

Matérias relacionadas

  • Mulher verificando a temperatura do seu filho com termômetro | Miniatura | Pronto Passou
    febre
    2021-04-22DD.MM.YY
    Por que a febre alta pode ser perigosa? O risco é maior em bebês e crianças?
  • Mulher verificando temperatura de um bebê | Miniatura | Pronto Passou
    febre
    2021-04-22DD.MM.YY
    Quais são as principais causas de febre em bebê?
  • Mulher conferindo temperatura da criança | Miniatura | Pronto Passou
    febre
    2021-04-22DD.MM.YY
    Febre e suor: qual é a relação entre as duas coisas?